Mindfulness e envelhecimento: O que é e por que deves fazê-lo

  • Por CENIE (Centro Internacional sobre o Envelhecimento) – Janeiro 2019

mindfulness infiltrou-se em quase todos os cantos do espaço de bem-estar. Podes comer com atenção, respirar com atenção e fazer exercício com atenção. Mas sabias que também podes envelhecer com atenção?

A prática do mindfulness tem demonstrado aliviar os sentimentos de stress, ansiedade e até mesmo depressão. Da mesma forma, adotar um pensamento consciente sobre o envelhecimento pode ajudar-te a viver uma vida autêntica e alegre, para que possas aproveitar ao máximo os teus últimos anos.

Segundo Andrea Brandt, autora de Mindful Aging: Embracing Your Life After 50 to Find Fulfillment, Purpose, and Joy, o envelhecimento consciente ocorre “quando alguém envelhece conscientemente e aceita os desafios que acompanham o processo de envelhecimento, mas também está ciente – e aproveita – das oportunidades que surgem ao ser abençoado com o que eu chamo de bónus de longevidade. E não precisamos esperar até os 70 ou 80 anos para começar: ao fazer algumas mudanças agora mesmo, independentemente da idade, estaremos melhor equipados para prosperar no futuro.

Mas o que é exatamente o mindfulness?

Mindfulness consiste em estar intencionalmente atento ao que fazemos e onde aprendemos a gerir os nossos pensamentos e sentimentos de forma equilibrada.

E o que é o envelhecimento consciente?

O envelhecimento consciente é envelhecer de um modo que não nega os aspectos negativos do envelhecimento, mas não os tira das suas proporções e também não se detém nelas. Em vez disso, volta a sua mente para os benefícios do envelhecimento, dos quais há muitos. Positividade realista significa ver e aceitar o que está dentro de nós mesmos e no mundo, e depois mudar o nosso foco para o que gostaríamos.

As abordagens convencionais do envelhecimento estão muito mais centradas no negativo. Tratam o envelhecimento como uma catástrofe a ser tratada e não como uma oportunidade a ser aproveitada. E colocam limitações sobre o que se pode alcançar nos últimos anos. Uma abordagem convencional do envelhecimento faz a seguinte pergunta: “Em que comunidade de reformados devo entrar? Ou “Como devo reinventar-me hoje?”

O envelhecimento torna-se uma perspectiva infeliz quando as pessoas têm de se convencer de que há um caminho errado para envelhecer e um caminho certo para envelhecer. Temos de nos libertar das expectativas da sociedade para decidirmos por nós próprios como deve ser a velhice para nós.

Mindfulness: Três maneiras de envelhecer melhor

Então, agora que entendemos o que é o mindlfulness e o que pode fazer, como podemos incorporá-lo nas nossas vidas diárias?

Reescrever as narrativas sobre o envelhecimento: Como já dissemos, a conversa sobre o envelhecimento é tipicamente muito negativa e, com o passar dos anos, certos cenários hipotéticos relacionados com a idade começam a aparecer nas nossas cabeças. O que acontece se eu ficar doente? O que acontece se eu perder um ente querido? No entanto, focar nesses potenciais resultados negativos pode ter um impacto direto no nosso estado atual de bem-estar.

Então, em vez de lutar contra o relógio, abraça-o. Concentra-te em como te sentes agora mesmo, ao invés de como te sentirás daqui a 10 anos. Ao treinares a tua mente para te concentrares nas sensações do momento presente vais descobrir que te vais sentir mais feliz e menos consumido com aqueles stressantes “E se?

Constrói a tua saúde mental: Semelhante a estabelecer uma rotina de exercícios, podes tomar tempo para construir uma prática de atenção regular. Muitos de nós muitas vezes passamos os dias a correr pelas tarefas diárias e distraindo-nos das emoções negativas. Portanto, pode ser bastante avassalador fazer o contrário e dar um passo atrás e realmente concentrarmos-nos em como nos sentimos nesse momento.

Tal como acontece com o condicionamento físico, devemos melhorar a nossa saúde mental de uma forma que tenha sentido para nós.

Tenta diferentes tipos de práticas: É um equívoco comum pensar que o mindfulness é sobre esvaziar a mente. Provavelmente vais distrair-te enquanto meditas ou fazes algum outro tipo de atividade, e tudo bem. Perceber esses momentos e redirecionar a tua atenção de volta para a área de foco faz parte da prática. Toma o tempo necessário para encontrar uma prática que funcione para ti. 

Embora no início possas sentir-te desconfortável ou incómodo, ao longo do tempo, a prática de mindfulness pode ser uma ótima maneira de realmente abraçar o envelhecimento e adotar uma mentalidade mais positiva sobre ele.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s